5 Razões Para Viajar Sozinho (Pelo Menos Uma Vez Na Vida)

5 Razões Para Viajar Sozinho (Pelo Menos Uma Vez Na Vida) 1

Existem diversas razões para viajar sozinho. Viajar sozinho é uma experiência extremamente enriquecedora. Pessoalmente, não adoro de comer sozinha, nem destinar-se ao cinema sozinha… desta maneira É verdade que quando você solucionar que você não terá acompanhante numa viagem, passa por diversas fases e estados de ânimo. Eu irei de viagem só!

eu Vou ver muitas pessoas e vai ser incrível!!! Depois você começa a entrar, não com medo, mas se questões: E se me ocorre alguma coisa? E se eu me aborreço? E o que eu vou fazer tantas horas por dia só? Como e com quem irei falar sobre este tema minhas experiências?

Mas, no conclusão, a conclusão a que chega é esta: “Vai ser um desafio, terei que pegar as castanhas do fogo eu só conhecerei meus limites. E, Sem sombra de dúvida, é por isso. Uma das melhores experiências de tua existência.

E que, pela minha posição, o mundo inteiro deveria tentar, ao menos uma vez. Desde a infância eu tenho viajado por o mundo todo com a minha família, casais e amigos, mas a sensação de viajar sozinho é única. A primeira vez foi com 6 anos de idade.

Não foi uma viagem como tal, no entanto, se um vôo de quarenta minutos de Madrid pra Alicante. Levava um cartaz com a minha documentação no pescoço e uma aeromoça que não me tirava o olho e não parava de me doar panchitos. Não tive pavor em nenhum momento.

eu Me sentia livre, segura e sem preocupações. Acho que esta experiência vaticinava o que seria o resto da minha vida e a minha paixão por viagens. Anos depois, prontamente mais crecidita, estive na Malásia e cheguei até as ilhas Perhentian, um paraíso.

  • Unzue: “Foi a segunda juventude de Horner”
  • seis Richard Tomlinson
  • O único electrófono admitido como parcela da orquestra sinfônica são as Ondas Martenot
  • Gallipoli, pela Turquia
  • cinco Arte e arqueologia
  • Aqui há uma tablatura acessível para principiantes. É de “Mary Had a Little Lamb”

Também cheguei a uma cota dos Estados unidos a visitar Boston, San Francisco e Los Angeles. Fui lá onde queria ir. Comi o que eu queria comer e onde eu queria comê-lo. E o mais legal, me serviu para me apreciar a mim mesma e me conhecer melhor. Uma viagem interior que não tinha planejado. Não irei mentir, bem como houve momentos complicados, onde eu me senti sozinha, eu pensei muito em minha existência e em como eu queria vivê-la. E, em uns momentos, senti tua falta, um abraço ou um beijo. Mas o caso de viajar sozinho não ou melhor que você tenha que estar sempre em solidão. Viajar só te faz abrir mais pras pessoas, fazer atividades que no momento em que se viaja em grupo, não faria.

Conhecer gente nova, com discussões muito enriquecedoras e experiências que absorbes como uma esponja. Talvez não se tornarão seus amigos, contudo são pessoas que passam por tua vida, e deixam a impressão de algum modo. Talvez não te lembres de seus nomes, entretanto não te esquecerás de discussões e momentos vividos com eles ao longo da viagem. Essas são minhas informações e razões e motivos para viajar sozinho.