“Ficam Enormes Perigos Que Salvar Antes De Ver de perto Um Tunísia Democrático.”

"Ficam Enormes Perigos Que Salvar Antes De Ver de perto Um Tunísia Democrático." 1

Polemicemos sobre o islã e o véu. Para começar, digamos que os nossos preconceitos são assim como um véu, que esconde o nosso conformismo. Eugene Rogan é um historiador apaixonado pela matéria que investiga e muito qualificado de abrir nossos olhos. Comentar do mundo árabe com este professor de História Moderna do Oriente Médio pela Universidade de Oxford é retomar uma curiosidade noite, por temor e desconfiança. Durante o tempo que ainda esfuma a revolta que foi deposto o presidente da Tunísia, Rogan falará hoje pela Residência Árabe de Madrid pra exibir seu incrível livro “Os árabes.

Do império otomano pro presente” (Crítica). —A revolta da Tunísia vai mudar muito a situação na Tunísia? —A categoria média é mais ampla pela Tunísia que, em nenhum de seus estados vizinhos. E o seu grau de educação e a alfabetização são gerados os tunisianos uma forte consciência de seus direitos políticos. Entendamos que o sucesso desse levantamento popular que foi derrubado um governo autocrático será uma inspiração para os movimentos de oposição pela região.

  • 4 Programas e atividades para corporações específicas
  • 2 Igreja Adventista
  • dois Fundação formal do América.
  • Mai.2009 | 08:29

—Qual a ação fará com que outros estados promovam alterações no papel que você necessita doar para a juventude magrebe? —Não há nação no Oriente Médio que não esteja preocupada com o crescimento das camadas jovens da população, que devem de educação, acesso ao trabalho, moradia e saúde. Toda essa região tem muito ruins dados de formação de emprego, e a união de governo autoritário e instabilidade política foi recolhido o tipo de investimento internacional, que traria uma boa parcela de trabalhos para a área. Concretamente, a Universidades do império romano formando a cada ano, dezenas de milhares de profissionais pros quais não existe trabalho. São inteligentes, ambiciosos e estão frustrados.

—qual São os personagens da modificação? —Exercem uma pressão demográfica qualificada e têm, por conseguinte, todas as condições para ser perigosos pra ordem acordada, como vimos na Tunísia. A mesma pressão alimenta os protestos populares pela Argélia, Líbia e Egito, e se acham nos territórios ocupados, a Jordânia e o Sirua. O movimento verde do Irã assim como reflete as frustrações da criação que hoje está em seus 20 anos.

Enquanto o governo mantenha sem satisfazer as legítimas aspirações de seus adolescentes, e o teu poder estará em razão. —Você tem futuro, os atuais modos de governo pela área? —A história não concede diversas esperanças para as forças populares que lutam contra ditaduras ou poderes autocráticos.

—A lei islâmica, parece-nos bárbara. No Irã vemos enforcamento e bem como sentenças de apedrejamento. Não podemos aceitá-lo, o que o Irã realiza interferência, mas o foco é complexo. Convivem ali, as sentenças de apedrejamento com um movimento em benefício de mais democracia, que tem levado pessoas a combater e a morrer nas ruas.