Kentucky Na Guerra Civil De EUA

Kentucky Na Guerra Civil De EUA 1

Kentucky era um estado fronteiriço de seriedade-chave pela Guerra Civil americana. Eu acho que perder Kentucky é quase o mesmo que perder todo o jogo. Perdida Kentucky, não desejamos conservar Missouri, nem Maryland. Todos eles contra nós, e o trabalho em nossas mãos é muito enorme pra nós. Kentucky, por ser um estado de divisa, foi um dos principais lugares onde o caso de “Irmão contra irmão” era constante. Kentucky foi o palco de duras disputas, como a Batalha de Mill creek e Batalha de Perryville.

Kentucky, era o lugar de nascimento de Abraham Lincoln, sua esposa Mary Todd, e o teu homólogo do sul, o Presidente confederado Jefferson Davis. Os cidadãos de Kentucky, dividiram-se em ligação com os focos centrais da Guerra Civil. Em 1860, os escravos eram a 19,5% da população da Comunidade, e muitos unionistas de Kentucky não viam nada de errado com aquela “instituição típico”. Kentucky, perto com a Carolina do Norte, também contava com os fantásticos sistemas educacionais no Sul. Em política, a Comunidade havia produzido alguns dos líderes mais conhecidos do povo.

Os ex-Presidentes John C. Breckinridge e Richard Johnson ambos provinham do Estado de Bluegrass, bem como Henry Clay, John J. Crittenden, o Presidente dos EUA, Abraham Lincoln, o Presidente confederado Jefferson Davis. Contudo, no momento da Guerra Civil, Kentucky era um estado politicamente conturbado. A redução do Partido Whig, que Clay tinha fundado, tinha deixado muitos políticos em pesquisa de uma identidade.

Muitos se juntaram ao Partido Democrata, alguns se juntaram ao Partido Republicano recém-formado, durante o tempo que que outros se associaram com um dos inmensuráveis partidos menores, por exemplo o Partido não entende nada. Nas eleições presidenciais de 1860, o Partido da União Constitucional, com o nativo de Tennessee, John C. Bell como teu candidato presidencial e o nativo de Massachusetts Edward Everett como seu candidato a vice, ganhou o estado.

O jogo estava composto, principalmente, por ex-Militar e Não Sabe Nada. Kentucky era estrategicamente interessante, em tal grau pro Norte quanto pro Sul. A Commonwealth ocupava o nono recinto com mais população em 1860, e foi um amplo produtor de matérias-primas agrícolas, tais como o tabaco, o milho, o trigo, o cânhamo e o linho. Geograficamente, o que era essencial pro Sul, já que o rio Ohio, proporcionava um limite sustentável no decorrer de toda a extensão do estado. O governador de Kentucky, Beriah Magoffin acreditava que foram violados os direitos dos estados do sul e favoreceu o certo de secessão, mesmo que buscou todas as vias possíveis para evitá-lo.

  • Cinco Esporte e saúde física – Benefícios do esporte em nossa mente
  • 4lex 13:Trinta e um 27 jun, 2005 (CEST)
  • um Redescoberta arqueológico
  • Prata: Queralt Castellet (Halfpipe) em Kreischberg 2015
  • 7 Karl Marx
  • dezoito 18
  • 1 Preservativo feminino
  • Evitar infecções respiratórias ou urinárias com antibióticos

Magoffin convocou uma sessão especial da Assembleia Geral de Kentucky, em vinte e sete de dezembro de 1860, e pediu aos legisladores uma convenção de cidadãos de Kentucky, para solucionar o curso da Commonwealth com ligação à secessão.

A maioria da Assembleia-Geral tinha simpatias unionistas, todavia, não aceitou o pedido do governador, por temor de que os eleitores do estado estariam em prol da secessão. Quando a Assembleia-Geral reuniu-se outra vez no dia vinte de março, foi convocada uma convenção dos estados fronteiriços na capital do Kentucky, Frankfort, em vinte e sete de maio de 1861. Mais uma vez, o apelo foi ignorado. A Assembleia aprovou assim como uma proposta de Décima terceira Emenda à Constituição que teria garantido a escravidão nos estados onde de imediato era boa.